Tikal é um projeto de Ernesto Catena  e a esposa, nomeado com o nome do seu filho, que  significa “Lugar de Vozes” ou “Lugar de Línguas”, em maia.

Ernesto Catena produz vinhos modernos, inovadores e estilosos. Ao contrario dos passos do seu pai Nicolás Catena, na produção de vinhos clássicos para conservadores, na Catena Zapata.

Portanto, o enólogo de quarta geração de herança italiana, desenvolveu o seu próprio estilo de vinificação.

O grande diferencial, está no processo e não na tecnologia. A Tikal leva os sommelier’s para dentro da bodega, enquanto os enólogos fazem os blends, após servirem os vinhos, analisam suas expressões e respostas.

Eles não provam os vinhos depois de pronto, mas ajudam em sua elaboração. O consumidor torna-se parte importante na elaboração de seus vinhos.

Exibindo um único resultado